OSWALDO MONTENEGRO

 

Oswaldo Montenegro tem um currículo para além de invejável: o artista possui conquistas inigualáveis na música, no cinema, no teatro, na televisão e na literatura.

Foi em 1979 que Oswaldo estourou na mídia, graças ao sucesso de “Bandolins” e “Agonia” em festivais. E não parou por aí, seu terceiro LP “Oswaldo Montenegro” (WEA/1980) foi certificado como disco de ouro. Continuou trabalhando em novos espetáculos teatrais de sucesso e lançando álbuns nos próximos anos, tais como “Cristal”, “Léo e Bia” e “Brincando em cima daquilo”, com Marília Pêra. Em 1989 lançou o cd “Oswaldo Montenegro ao vivo” (Som Livre), o mais vendido da sua carreira.

Mudou-se temporariamente para São Paulo em 1990 devido ao êxito da peça “Noturno”, que impulsionou a produção de outras montagens por diversas cidades do país nos próximos anos.

Mesmo com a mudança, o artista continuava indo ao Rio para gravar seus discos, entre eles: “Oswaldo Montenegro” (Som Livre/1990), com a faixa “Travessuras”, que fez parte da trilha sonora da novela Gente Fina (TV Globo); “Vida de Artista” (Som Livre), de 1991, que fez muito sucesso e rendeu uma turnê com mais de 200 apresentações; “Seu Francisco” (1993) é uma gravação ao vivo que conta com releituras de Chico Buarque; e “Letras Brasileiras” (Albatroz/1997), que foi resultado do reencontro do cantor com Roberto Menescal e rendeu uma segunda edição em 2004.

Em 1994, publicou “O Vale Encantado”, seu primeiro livro – que mais tarde, virou também peça teatral, cd e home-video. No mesmo ano, a obra voltada ao público infantil foi indicada pelo MEC para ser adotado nas escolas de primeiro grau. Ainda em 1994, Oswaldo realizou sua primeira digressão internacional, fazendo shows em Boston, New Jersey, Monte Vernon, Conecticut e Miami. Em 1998, recebeu o título de cidadão honorário de Brasília pela Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Em 2000, comemorou os 20 anos de carreira em grande estilo: além do lançamento de um box-set (“Só Para Colecionadores”), de dois cds (“Letras Brasileiras Ao Vivo” e “Escondido no Tempo”) e do show “Vinte Anos de Histórias”, o artista foi homenageado pelo Grêmio Recreativo Escola de Samba Mocidade Independente do Gama no Carnaval, que fez o samba enredo inspirado na jornada de Oswaldo Montenegro.

Em 2002, a turnê que dava suporte ao disco “Estrada Nova” bateu recorde de público. Em 2005, seu CD/DVD “Oswaldo Montenegro – 25 Anos de História” atingiu a marca das 100 mil cópias vendidas.

Fez sua estreia na televisão em 2004, com o programa “Tipos” no Canal Brasil – parceria que também resultou no programa “Letras Brasileiras” com Roberto Menescal (2006), “Na Trilha da Macunaíma” com a sua premiada Cia Mulungo e, mais recentemente, a minissérie “De Sonhos a Segredos” (2017). Também tem três premiados e aclamados longas-metragens: “Léo e Bia” (2010), “Solidões” (2013) e “O Perfume da Memória” (2016).

Com mais de 30 anos de estrada, Oswaldo Montenegro não dá sinais de que pretende parar tão cedo. Atualmente, além de estar trabalhando em mais um DVD, o artista multitalentos está em turnê pelo Brasil com o show “Nossas Histórias” - na qual ele toca suas músicas mais conhecidas em comemoração aos 40 anos de parceria com a flautista Madalena Salles.

 

Assessoria de Imprensa:

Kamila Pistori

omontenegroassessoria@gmail.com